sexta-feira, 19 de março de 2010

poema de um anjo

de ti sou mendigo
guia-me coraçâo
no teu bosque ando perdido
nas entranhas de um vulcâo

13 comentários:

Sandra Botelho disse...

de ti sou mendigo
guia-me coraçâo
no teu bosque ando perdido
nas entranhas de um vulcâo

Com o coração em erupção
acolho tua alma em emoção
De mendigo te faço rei
encho de alegrias tua grei.

Bjos no coração amiho poeta!

reltih disse...

full, excelente pensamiento y reflexion. gran mensaje.
un abrazo amigo

"re" disse...

Sentimentos profundos que aqui se manifestam
È a alma do poeta em força
Que mais uma vez nos vem presentear
Com estas lindas palavras que nos fazem sonhar.
Feliz final de semana par ti

Un beso

angela disse...

esse amor tem paixão.
beijos

Palma da Mão disse...

E a vida torna-se conto celestial, onde os anjos se fazem homens e mulheres dotados de sentimentos, embriagados por cheiros e desejos, onde corpos sem asas se entregam simplesmente ao amor:)
beijinhos

Albuq disse...

Não é a toa que Eros - o Deus do amor - era um lindo anjo, o anjo dos amantes, dos apaixonados...
Lindo!
bjs e ótimo final de semana prá ti!

Agulheta disse...

Olá meu amigo. Quem ama é um pouco um vagabundo de emoções...gostei das palavras.
Beijinho bfs Lisa

rosa-branca disse...

Que vulcão!... poema bastante quente. Beijo meu

Sonhadora disse...

Meu querido
Que maravilhoso e profundo poema.

beijinhos
Sonhadora

Lara Amaral disse...

Precisa-se alcançar o fogo, antes de entrar na sensação solene do amor.

Grande abraço, amigo!

Ianê Mello disse...

Belo poema, amigo!

Andas sumido...saudades, meu amigo.

Grande beijo

Secreta disse...

Perdido...para te encontrares.

Jéssica V. Amâncio disse...

Lembrei disso "nessa rua tem um bosque, que se chama solidão. dentro dele mora um anjo que roubou meu coração."
hehe