terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

ir ao Mar

no ciume do teu mar
num suave lamento
nas tuas ondas balançar
quero penetrar mar a dentro!

12 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido Braulio
Naveguei no mar do teu poema.
Obrigada pelo carinho de sempre.

beijinhos
Sonhadora

MTeresa disse...

Hummmm ¡el mar!
este fin de semana he estado
contemplando su belleza
nocturna y diurna,
he visto amanecer
y he hundido mis manos
en la arena.
Amo el mar
el real
y el de tu poema,
querido

reltih disse...

erotismo y seducción.
un abrazo

segredo disse...

E eu entrei no teu belo poema e senti o aroma do mar;)
Beijinho de lua*.*

Priscila Rôde disse...

O mar...
mexe comigo!
Lindo!

Sandra Botelho disse...

Lindo...
Versos com o sabor de maresia...
neste mergulho não serão mais ilha
Serão dois em um só desejo
A mergulharem um no outro em doces beijos...
Bjos meus e uma bela noite.

Aline Capistrano disse...

Querido que belas inspirações nos tras o mar e você!

beijosss

estoy_viva disse...

Precioso poema.
El mar refugio de muchas personas que necesitan encontrarse a si mismo.
Con cariño
Mari

Graça disse...

Um mar de perdição :)...


Meu querido Trovador, desculpa-me passar tão pouco, mas os meus dias andam gastos à nascença.


O teu beijo de boa noite, com o carinho de sempre.

SANDRA... disse...

buenas nochess cielo gracias por tu bello saludo por mi primer año en bloger, que tengas un bello Jueves, te dejo muchos besitossssssssss

"re" disse...

O mar, o sol, a lua, o vento, a noite, o passaros quando emolduram o outro, aí parece que ficamos à margem; mas o que diriam o poema e o amor sem esses elementos?
Gostei do poema, apesar da ciumeira.
Besitos

nina rizzi disse...

alvorada
nina rizzi


de te buscar, fiz um caminho na areia
- teu nome.


as ondas, ciumentas, te carregaram
pra o fundo mar.


então é assim que eu me findo
- metafísica de afogamento.
*