terça-feira, 19 de janeiro de 2010

voo

palavras aladas
teu nome no vento
vamos de mâos dadas
que doce momento

16 comentários:

Ursula disse...

Braulio...

hermosas palabras que vuelan por tus versos... como roces de caricias!!!

precioso!!

hermosos días!

beso!

MTeresa disse...

Belleza en la brevedad
ansia de tenerte más
mucho más
Buenas tardes

Braulio Pereira disse...

hola Ursula

acaricias mi alma
sos un sol

Hermosa sos

feliz noche

beso corazon!!

Braulio Pereira disse...

Mteresa
que suave caricia
un placer leerte
tengo pasion
en tu querer
mas y mas.
delirio

buenas tardes

CARLA FABIANE... disse...

Há coisas que nunca se poderão explicar por palavras.

(José Saramago).

A semelhança entre os primeiros raios a anunciar o
despertar da manhã...
...e os derradeiros raios a proclamar o definhar de
mais um dia.
Quantos dias ainda nos esperam?
Quem os saberá?
A única certeza é a brevidade da vida terrena...

A fragilidade de ontem, e a fragilidade de amanhã...
Os dias se sucedem e não se repetem.
Cada dia, cada hora é única e preciosa.
O grande silêncio da alma das crianças, e o grande
silêncio da alma dos anciãos.
O silêncio que tanto ensina àquele que se dispõe a ouvir.

A mãe e o filho.
As irmãs.
A atenção da irmã mais velha.
A alegria da irmã mais nova.
Memórias poéticas que o tempo não apagará.
Vivemos meses, dias e anos...
E disso tudo, guardaremos com mais carinho os
instantes que compõem a nossa memória poética.

Aquilo que a nossa alma registrou, que nos encantou,
que nos comoveu... o que dá beleza a nossa vida.
A cena imóvel, inpertubável, fora do tempo.
Memórias que não morrem jamais.
Instantes que passam a fazer parte de nossa alma.

As irmãs que brincam, a leve brisa, o sol da manhã...
Para uma mãe, o filho, mesmo quando adulto, é, e sempre
será a criança pequena que um dia foi.
As breves décadas de vida que separam as idades dos pais
e dos filhos.
O que são trinta anos diante da eternidade?...

Para quem passou dos setenta, aquele que carrega
quarenta ainda é uma criança.
O inconsciente familiar,
- histórias e memórias compartilhadas...
Os passos de alguém à procura de alguém...
Os passos daquele que carrega o peso de muitos anos.

Educar as futuras gerações nas leis do Amor e da Bondade,
da Ternura e da Compaixão.
O suave sono dos inocentes.
A mãe que vela o sono da filha tão amada...

A infância que deve ser respeitada, amada e protegida
acima de todas as coisas.
Mesmo a ferida mais simples tem importância...
E em meio à agitação da vida moderna, reservar um
tempo para a reflexão.
Peregrinar por terras candentes e áridas, afim de descobrir
o mar que jamais vimos e que por isso ainda não podemos
compreender.

Acender a brasa interior da contemplação e da oração
diuturnamente para que nunca se apague.
A conscientização do valor do amor, da compaixão e da
importância da promoção da dignidade humana.

As horas fugazes da vida terrena, e a vivência do
mistério divino.
Ao fim da nossa caminhada terrena, levaremos conosco
apenas o essencial.
As memórias poéticas que embelezam e dão sentido à vida.
A caridade, a bondade, a pureza de coração...
A brisa, o mar, a imensidão...

Braulio Pereira disse...

obrigado Carla

beijos fraternos!!

Chris disse...

Um voo alado... cheio de encanto.
Um beijo
Chris

Braulio Pereira disse...

olá Chris

gostei muito sentir teu carinho aqui...

um beijo !!

Lara Amaral disse...

Lindos poemas, amigo. Este, em especial, é um encanto. Estou atarefada, nem pude vir lhe visitar diariamente, como sempre faço. Mas já pus a sua leitura em dia.

Beijos.

segredo disse...

De mao na mao decerto k os momentos se tornam mais quentes e mais inesqueciveis.
Beijinho de lua*.*

Mònica disse...

Cuántas cosas puedo leer en la brevedad de tus versos. Gracias por escribir cada día.

Braulio Pereira disse...

bom dia Larinha

sei que deves ter muito trabalho
tranquila nao te preocupes
eu imaginei isso
obrigado ternura sempre com alegria
no teu coraçâo

és essenca divina de amor

beijos ternura!!!

Braulio Pereira disse...

sem segredos nem misterios
lado a lado
mâo na mâo
entrelaçada
desejos
um beijo
dado

doces momentos
quanto amor
levamos dentro.


beijos na tua lua!!

Braulio Pereira disse...

hola Monica

gracias a ti por tus dulces palabras. eres un encanto

és vida
és emocion
florida
pasion.

para ti este verso sencillo.

besos poéticos !!

Alma Mateos Taborda disse...

Bellísimo!! Genial trabajo. felicitaciones! Un abrazo.

Braulio Pereira disse...

hola buenos dias Alma

gracias eres un encanto

feliz dia


un abrazo fraterno!!