sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

um banco

vi o banco vazio sem nada
vou darte alegria
que sentia
sentado com a minha amada

4 comentários:

paula b. disse...

:))
com certeza ele (o banco) gostaria de, pelo menos de vez em quando, estar ocupado... com os "amados"! :))))

braulio disse...

:)) para ti o meu sorriso amigo
(concerteza)esta palavra tem magia.
o (banco) tem cerebro... quem nao ama nao é ser..
beijos :-)

Chinezzinha disse...

braulio,
Gostei da vida que deste ao banco do meu post. Julgo que será este post a que te referias lá no meu.
Beijos e boa semana!:)

braulio disse...

olá sim foi ao teu banco.. obrigado eu gosto muito das tuas poesias sao intensas,
boa semana para ti tanbem
beijos:-)*