domingo, 29 de agosto de 2010

eu.....

sou filho da melancolia
estas sâo as minhas letras
a minha mâe sempre dizia
vais cantar com os poetas

26 comentários:

angela disse...

As mães sempre sabem
a que vem seu filho
beijos

Wania disse...

Braulio

A melancolia sempre cantou bem...

Lindo domingo pra ti,
Bjs

Vivian disse...

...bendita melancolia
que te faz versar
assim!

bjbj, querido!

Sandra Botelho disse...

Cante, e encante
com versos e com prosas...
derrames em meu coração
chuvas de poesias em rosas...

Bjos achocolatados doce poeta!

sonho disse...

E ninguem te tira o merito...
Beijo d'anjo

Lara Amaral disse...

Difícil não ter a melancolia como companheira, sina de poeta.

Beijos.

Lilá(s) disse...

As mães raramente se enganam...
Beijos

Sonhadora disse...

Meu querido
Para ser poeta, a melancolia nos acompanha.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Albuq disse...

Oi Braulio... meu eu é cheio de enigmas.

bjssssss

Ártemis disse...

Sentir a melancolia
Liberdade de quem rima
Alegra outros na cantoria
Poeta é preso a letra
É o preço da autonomia

Abraços

Aline Capistrano disse...

Poeta é encanto
no seu canto poesia
é felicidade no pranto
é tristeza na alegria

Abraços ♥

segredo disse...

E quantas vezes a melancolia toma conta de nós??? IMENSAS

Beijinho de lua*.*

Graça disse...

Mãe sábia :).

Meu querido Trovador, um beijo no matar das saudades.

[regressando aos poucos :)]

Insana disse...

Lindo.

bjs
Insana

AFRICA EM POESIA disse...

saudaDES DE PASSAR POR AQUI.
UM BEIJO E POESIA

LÁGRIMA




Lágrima marota
Cai no meu rosto
E vai rolando...
De mansinho...
Por toda a cara...
Vai saboreando...
E vai deixando
Um pouco de água
Um pouco de sal...


Sal de amargura...
Mas que é necessário...
E, assim vou ficando
Com o rosto mais doce...
Com o rosto molhado
E vou sentindo...
Lágrima marota.
O teu rolar...
E vou gostando...
Que te sirvas de mim
Para te acostares...
E quando quiseres
Podes voltar!...


LILI LARANJO

Mònica disse...

Cantar con los poetas, habrá otra mejor cosa a que brindar la vida?

Abrazos grandes,

Mònica

AFRICA EM POESIA disse...

Braulio
Venho agradecer a visita e...
Vim deixar um beijinho
.
Hoje as coisas não correram bem
Fui ao hospital e o meu joelho está a deixar-me mal--

Mas Como sou pequenita mas grande vou ultrapaSSAR...
UM BEIJO

Maria João disse...

Braulio

Obrigado pelas visitas, pelas leituras atentas e pelas palavras, claro!
Volte sempre será um gosto vê-lo por lá, no meu humilde espaço.
Aqui voltarei de ora avante pois gosto de quem canta com os poetas...

Um beijinho

Graça Pires disse...

A melancolia alimenta a alma dos poetas... As mães quase sempre têm razão.
Um beijo, amigo.

São disse...

"Com os poetas"? Não, como os poetas, sim.
Tudo de bom.

reltih disse...

muy interesante post. me encanto tu pensamiento.
un abrazo

Sílvia disse...

E não poderá haver caminho mais sentido.
Um beijo

Sandra Botelho disse...

Poetas como vc são flores que deixam perfume por onde passam.
Bjos meu doce poeta

Dois Rios disse...

Oi, Bráulio!

A melancolia vive de mãos dadas com o poeta. Sem ela não haveria versos para cantar.

Beijo,
Inês

p.s. Obrigada pela gentileza da sua visita. Não retribuí de imediato porque estive ausente do blog.

AFRICA EM POESIA disse...

Braulio


Um beijinho e Acredita que eu sou pequenita mas forte.

a melancolia e as palavras fazem poesia...

Um beijinho com sabor a poesia

Maria Valadas disse...

Braulio,

Há tanto tempo que nâo te visitava... e vim encontrar uma quadra belíssima.

A melâncolia é a companheira do verdadeiro poeta.

Bom fim de semana,
Beijos